---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?

Emancipação de Meleiro

Publicado em 21/06/2016 às 08:23 - Atualizado em 23/06/2016 às 11:02

 Meleiro pertencia ao município de Campinas do Sul, atualmente município de Araranguá. Com o crescimento da comunidade, transformou-se em distrito de Campinas do Sul, pala Lei nº 237, de 10 de janeiro de 1925. A instalação solene do distrito ocorreu em 1º de janeiro de 1926.

 Em 31 de março de 1938, através da Lei nº 86, o distrito de Meleiro foi elevado à categoria de vila. Rodolfo Manfredini foi o primeiro Intendente Distrital da Vila de Meleiro, e exercia também, o cargo de Delegado Distrital.

 Em 1958, sendo Jorge Lacerda Governador, era notória a safra de emancipações por todo Estado, patrocinada pelos deputados estaduais que buscavam desenvolvimento de suas regiões. Existiam, é claro, leis que disciplinavam a criação de municípios, e em conformidade com elas foram dezenas de municípios criados nessa época. Com a morte de Jorge Lacerda, Heriberto Hulse assume o governo e homologa o projeto de emancipação de Meleiro, através da Lei nº 348 de 23 de julho de 1958. A vila de Meleiro conquistou, então, sua autonomia política e se tornou o município de Meleiro.

 Em 28 de julho de 1958 houve a instalação do município, em uma sessão pouco animada, pois todos sabiam que dificilmente teria condições de se manter como tal, conforme exigências das leis vigentes. Foi nomeado prefeito provisório o Sr. José Coral, que governou por sete meses, até a posse de Luiz Canella, que venceu as eleições municipais e foi o primeiro prefeito eleito do novo município.

 Devido a problemas políticos e judiciais, o novo município perde sua autonomia e passa a pertencer ao município de Turvo. Em 1960 acontecem as eleições para Governo Federal e Estadual, sendo eleito para o governo de Santa Catarina o Sr. Celso Ramos. Foi revista, então, pela Assembléia Legislativa a lei que disciplinava a criação de novos municípios. Desta forma, mais de 40 municípios deveriam ser criados em todo o Estado.

 Em 27 de novembro de 1961, com a publicação da Lei nº 773, Meleiro conquistou definitivamente, sua emancipação, sendo que a instalação solene do novo município ocorreu em 20 de dezembro de 1961. O Governador Celso Ramos nomeou Edevar de Pelegrini para exercer, provisoriamente, o cargo de Prefeito Municipal.

 Edevar de Pelegrini governou o novo município por apenas sete meses, pois renunciou ao cargo para candidatar-se a vereador. Em razão da renúncia, Leandro Coral assumiu o cargo de prefeito provisório até a realização das eleições.

 No dia 7 de outubro de 1962 foram realizadas as eleições municipais, sendo que Luis de Pelegrini as venceu e foi empossado como o primeiro prefeito eleito após a criação definitiva do município de Meleiro. Nessa época não havia o cargo de Vice Prefeito. Pelegrini foi eleito para um mandato de quatro anos. Entretanto, o mandato foi prorrogado por mais dois anos para que as eleições municipais e estaduais fossem realizadas no mesmo dia.

 

 

Fonte: Perfil Cultural e Turístico dos Municípios Catarinenses Município de Meleiro. 1ª Ed. Forquilhinha: Gluck Edições Ltda, 2007.

 


Galeria de Fotos

  • {{galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
Fechar