Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para busca 3 Ir para rodapé 4 Acessibilidade 5 Alto contraste 6

---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?


Câmara aprova construção de Ponte Pênsil sobre o Rio Manoel Alves

Publicado em 20/12/2022 às 18:28 - Atualizado em 21/12/2022 às 15:39

Ponte Pênsil será um cartão posta de Meleiro Baixar Imagem

O Projeto para construção de uma Ponte Pênsil sobre o Rio Manoel Alves, ligando o bairro Estreito ao Centro de Meleiro, foi aprovado por maioria de votos na última sessão da Câmara de Vereadores, na segunda-feira, 19 de dezembro. A “Ponte da Saudade”, como era conhecida, foi construída no ano de 1923 e serviu a população meleirense por décadas e será resgatada, através do projeto aprovado.

Ao defender o projeto, o presidente da Casa Legislativa, Anderson Scarduelli (PL), justificou que o PL do Executivo 17/2022, que trata do alargamento e compra de imóvel na servidão, para a construção de ponte pênsil, entrou na casa em julho, foi reapresentado na noite de segunda-feira e busca resgatar a história do município, sendo também um ponto turístico para a cidade.

“Quem mora no bairro estreito ou Zanetti sabe da importância deste projeto, temos que projetar a cidade para o futuro, na segurança viária, principalmente das crianças e de ciclistas. E, pensando nestas pessoas e no futuro eu voto favorável”, justificou o vereador Joel De Luca (PP) e acrescentou que o prefeito Eder Mattos deveria buscar recursos junto ao Governo do Estado para viabilizar a construção da ponte.

O projeto teve 5 votos favoráveis: Anderson Scardueli (PL),Morgana de Ameida Figueiredo(PL), Domício Machado (PL), Joel De Lucca (PP), Antonio Simoni Oliveira (PSD). Votaram contra o projeto quatro vereadores: Jonas Ostetto (PP), Geyse Rechia (PSDB), Alencar Daniel Salvaro (PSDB) e José Zanelatto Bonfante (PSDB).

Projeto maior

A construção de uma Ponte Pênsil é parte de um projeto maior, que prevê Ciclofaixa ao longo do Rio Manoel Alves, uma Praça da Estação, com deck na beira rio e equipamentos de lazer, bem como uma réplica da antiga estação de força e luz, que gerava energia para Meleiro e Araranguá, em 1925.Atualmente, os equipamentos que tocavam a estação estão em meio a mata, na área de APP, nas margens do Rio que corta a cidade de Meleiro.